Um Bicha em Minha Vida

Gente, esse texto é uma história verdadeira que aconteceu comigo no começo de 2006. É grande, mas divertido. Tirem um tempinho para ler. Pra quem gosta de ler, fique à vontade!

Era fevereiro, na sexta-feira de carnaval. Eu estava tranqüila e feliz no meu escritório quando ele me apareceu de jaqueta jeans, camisa alaranjada, correntes penduradas no pescoço e óculos escuro na cabeça.

– Oi, tudo bem?

– Tudo! – respondi simpática e feliz.

– Hmm, me ‘faix’ um ‘favorxinho’? ‘Maishh’ é favor em? Sem cobrar.

– Depende. – respondi sorrindo e bem educada.

– Você ‘exxcaneia’ ‘fotoixx’? – e jogou os cabelos que não existiam (ele deve ter imaginado) para os lados, tipo a Carla Perez.

 Como eu vi que ele apenas queria que eu escaneasse as fotos e as salvasse num cd ou disquete dele, eu decidi fazer esse favorzinho.

– Me dê as fotos que eu faço pra você.

Saíram de um envelope amarelo, meio estragado, três fotos de rosto. “Cada uma ‘cuxtou’ oito ‘reaix’”.

Assim que me entregou suas fotos ele se sentou na minha frente, jogou os cabelos invisíveis para o lado e apoiou sua delicada face nas mãos. Começou a falar.

– Ai, eu vim do Rio. Já percebeu, né? O jeito que falo – risos – minha avó mora aqui, sabe? Como que é esse negócio aqui. É seu? Você trabalha aqui?

– (Que falação.) É do meu pai – a primeira foto já estava sendo escaneada – eu trabalho aqui com ele.

– Num tá precisando de ninguém pra trabalhar aqui não? – risos

– Não por enquanto – eu ainda estava educada e sorridente – estamos em fase de experiência ainda.

– A não… Vê se consegue algo pra mim. – risos

– Uai, você já trabalhou com o quê?

– Sou ator – mais cabelos para o ar. Ele pega um cartãozinho do escritório (aqueles cartões de visita) na minha mesa, uma caneta e começa a rabiscar. – Ator da Globo.

– Sério? Que novela já fez?

– Da Cor do Pecado, Malhação…

– Mas eu nunca te vi na Tv. Qual o seu nome?

– Ai, pode me chamar de Jota Júnior. É que eu sou figurante da Globo.

– (Uh! Que mentira!) Ah, é? Então o que você está fazendo aqui em Ituiutaba?

– Vim ganhar dinheiro e ajudar minha avó. – risos

– (Ai meu Deus, é cada um que me aparece.) Sei…

– Posso te perguntar uma coisa? – E piscou o olho.

– Oi? – Acabei de escanear as fotos, sentei e esperei a pergunta.

– Você tem algo contra – e baixou a voz, se aproximando de mim – gays?

– Não, uai!

– Ai, que bom!! Bate aqui – levantou a mão direita – É que eu sou gay. – risos

– Eu sei. Acha que não percebi? – já não estava mais sorridente e tããão educada.

– Agora você passa ‘ashh’ ‘fotoshh’ para o meu email? – risos

– (Tá, só mais isso que eu faço pra esse menino) Passo, qual o seu email?

Então ele pegou a caneta, outro cartãozinho da MINHA mesa e começou a anotar, ou melhor, rabiscar seu email. A letra era um garrancho!

Assim que acabou de anotar seu enorme email do yahoo ele me faz a idiotice de autografar o cartão do MEU escritório!

Enquanto eu abria o Gmail para enviar as fotos do J. JUNIOR  em seu email, ele se levantou e espichou o pescoço até a tela do computador.

– Ai, o que é isso que você tá usando? – risos

– Ah.. MSN.

– Ai! ‘Faixx’ um pra mim? É que eu sou modelo também, ator e modelo, quero divulgar minhas fotos! ‘Faixxxxxxx’ agora, ‘faixxxx’? – risos

– Faço, mas outro dia.

– E um Fotolog? –piscou o olho direito – ‘Faix’? – risos

– (Folgado!) Não posso. Meu pai não deixa. – As fotos já estavam sendo enviadas. (Envia logo, envia logo!)

Desconectou. A internet sumiu do nada.

– Olha, a conexão caiu, depois eu te mando as fotos, tá?

– Ai, e agora? Sabe o que é? É que eu quero arranjar um namorado. Me ajuda? Põe ‘minhaxx’ ‘fotoxx’ na internet?

– Tá.

– Você é minha amiga, né?

– (Quê? Ele é doente!) Uhum…

– Vamos juntos no carnaval hoje? Onde que compra o ingresso?

– Via Z, na 15. Tá R$ 120,00.

– Heim? Cento e vinte? Ah.. vamos na pipoca comigo?

– Ah… sabe, a turma vai de Abadá, vou com eles.

– Ah.. – e fez uma cara triste – Posso te perguntar uma coisa?

– Ahãm.

– Se eu fosse homem, você namoraria comigo?

– ( Tiro no peito – esse trem feio?) Hum, seu olho é azul assim mesmo?

– Não, é lente. – risos – Mas e aí, namoraria ou não?

– Ah, já tenho namorado.

– Ele é bonito?

– Eu acho.

– Mais que eu?

– (Muito mais, seu viado filho da puta!) Você não faz meu tipo.

– Ah…  – cara triste – Deixa eu te contar minha história.

– (Nãããããããoooo!!!) Ah…

– Quando eu tinha cinco anos eu fui ‘ EIXTRUPADO’ – E fez uma pausa, me olhando com cara de quem espera um ” Sério? Tadinho. Oh, mundo cruel.”. Mas eu fiquei calada, olhando minhas unhas. Ele continuou:

– Ele era preto. Por isso eu ó-dé-í-ó preto.

– Credo. – e descobri uma unha quebrada.

Risos- ‘Maish’ eu ‘goxtei’! Por isso sou gay.

– (Gay não! Bicha, viado, doente!) Hum…

Olhei para fora da sala e vi uma amiga, que trabalha aqui no shopping também, passando.

– Espera só um pouquinho? – Fui lá pra fora falar com ela:

– Dani, me ajuda, daqui a pouco vem aqui e me chama pra sair?

– Que isso, menina?

– Urgente!

– Ok, pode ficar calma. Daqui a pouco tô aqui.

Entrei na sala, sentei na minha cadeira. Já estava feliz. Daqui a pouco ia ficar livre desse trem.

– Fui ali falar com a Daniela. Doida.

– Amiga, deixa eu te perguntar, você ‘goxxta’ de que tipo de música?

– Vários.

– Você tem algum ídolo?

– Não.

– Humm. Nem o Dado Dolabella? Tenho 30 ‘pôxterx’ dele! E do Zezé ‘maix’ o Luciano? Amo!

– Odeio!

– Nem das músicas deles?

– Sertanejo? Odeio.

– E a Wanessa, a Sandy?

– Odeio. Acho que os nossos gostos não batem, tá?

– Fala algo que você ouve.

– Pink Floyd.

    Silêncio.

– Você tem músicas aí no computador?

– Claro.

– Deixa eu ver?

– Uai, você não vai conhecer nenhuma.

– Tem Zezé?

– Eu te falei, não escuto sertanejo. (Daniela! Cadê você?)

– Ai, eu adoro a revista G. Tenho um monte.

– Sei… (Mas que dentes feios você tem! Arg!)

– Você já viu… é… – risos – homem com homem?

– Não.

– Eu já.

– Claro, né? Você é  gay.

– Mas só em fotos eu vi. É porque sou virgem. Ainda não encontrei alguém.

– Ah. Quantos anos você tem?

– 19. Vou fazer 20 dia 9 de março. Você vai me dar presente, né? – risos – Você disse que é minha amiga.

E disparou a detalhar os presentes que eu tinha que dar pra ele. No começo eu pensei que ele estava apenas falando por falar. Mas ele estava crente de que eu ia dar aqueles anéis idiotas, mais as drogas das pulseiras, sendo tudo banhado a ouro!!! Eu não acreditava. Ele deu um chilique porque eu disse que não ia dar presente nenhum. Ele deu chilique!!!

– E aí, Carol. Vai poder ir lá comigo?

A Daniela chegou.

– Claro! Olha Júnior, vou Ter que sair, tá? Tchau.

Levantei, peguei a chave e comecei a fechar a porta. Mas o besta nem se mexeu.

– Júnior, eu tenho que trancar a sala.

– Eu vou te esperar aqui. – risos.

– A gente vai demorar no mínimo 3 horas, você não pode ficar aqui.

– Ai, tá bom. Ó, a gente se encontra na pipoca então?

Pegou minha caneta, outro cartãozinho, escreveu um telefone, fez outro autógrafo, me entregou e falou:

– Me liga pra gente combinar hoje de noite, viu?

– Pode deixar.

E fui embora.

Depois disso descobri que quero a morte de todos os viados. Todo o preconceito que eu não tinha acabou e agora eu tenho todos os preconceitos possíveis contra bichas!

Dei uma voltinha pelas ruas, tomei sorvete, conversei e depois de um tempo voltei pro meu querido escritório.

Mas ele estava lá na porta. Parado. Em pé. De jaqueta jeanz, camisa alaranjada, correntes penduradas e óculos escuro na cabeça.

– Esqueci meu envelope com ‘aixx’ ‘fotoxxx’. – risos.

Anúncios

4 comments so far

  1. Esio Lima on

    kkkkkkkkkk….. putz… se não fosse real daria um “Casos e Acasos” da Globo. Sério. Invista na carreira de roteirista.

  2. RauL on

    Carol do mkt!
    Vote em mim!

    http://www.8p.com.br/bbb/raulpeloto

    Hahaha!
    Gostei dos seus textos!
    Ah, posta aquele da ‘nora’ sincera do outro blog. Sabe qual é?
    Um que vc fala da meia, dos almoços de domingo e bla bla bla.
    Bjunda!

  3. Li on

    caaaaaaaaaara, nao acredito.
    acho que vi esse cara tambem!
    ele por acaso e um branquelo que fazia a sombrancelha com lapis preto?
    que horror… se nao for o mesmo eu ja passei por apuros parecidos.
    o blog ta otimo carol , continue.
    um beijo.

  4. janaina on

    meu deusssssssssssssssss!
    até eu fiquei com raiva da bichaaaaaaaa!
    adoreiiii!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    de verdade!

    ;*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: