Morrer é fácil

Talvez bastasse tomar aquele chá que minha avó receitou para cólicas menstruais. Era só colocar as folhas na água quente e esperar esfriar um pouco para engolir. Mas eu preferi sair de fininho e me esconder em meu quarto para ficar xingando a falta de sossego, a falta de carinho e a falta de paciência.

Quem sabe não fosse mais simples apenas sorrir e deixar passar aquelas idéias malucas da menina louca e ciumenta? Mas eu preferi criticá-la e odiá-la. Isso acabou comigo e não resolveu nada.

E se a solução fosse procurar outras maneiras de sentir prazer? Não, eu preferi atender àquele telefonema para mais tarde satisfazer todos os desejos acumulados em meu corpo.

Estamos em constante procura de motivos para o arrependimento e o castigo. Não acreditamos que tudo é simples e fácil de resolver e escolhemos os piores caminhos para falarmos apenas de dificuldades.

Preferimos acreditar em pecado, em castigo e em sofrimento. Assim tudo fica mais fácil. É mais aceitável falar em perdas do que em ganhos.

Cômodo mesmo é dar um tiro na cabeça. Desistir sempre foi mais rápido e menos dolorido do que continuar tentando, não?

Bom mesmo teria sido se eu não tivesse me precipitado. Mas já me disseram antes: “querida, morrer é fácil, complicado é viver”.

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: