Laura e o sexo

Saí de férias por 10 dias. Fui para a praia com meus pais, meu irmão e uma tia, irmã da minha mãe, que mora em Belo Horizonte com o marido e a filha. Fomos todos juntos.

A filha, que é minha priminha, se chama Laura e tem 9 anos de idade. É esperta, fruto da nova geração de celulares, MP4, televisão tela plana no quarto com vídeo-game Wii. Típica burguesinha, mas ótima pessoa, de alma simples, é inteligente, esperta e odeia a cor rosa. Diz querer ser uma gótica, adora caveiras, acha muito massa os cemitérios e ainda está em dúvida no fato de ser “Emo” também, mas sem as franjas, os choros e as drogas. É a menorzinha da sala de aula, só tem uma amiga (que é uma feia, dos dentes pra fora da boca, e excluída também), pois sua mãe a colocou em uma escola diferente da de suas amigas de verdade estudam.

Fomos dar umas voltas de carro durante a noite. Passeando pelas ruas enfeitadas de Natal, vimos a propaganda do filme “Se eu fosse você 2”. Logo Laura iniciou um diálogo com sua mãe:

– Mãe, quero ver o filme.

– Ah, filha, mas você não pode. A censura é 12 anos de idade.

– Ai, mãe, mas eu já cansei de ver gente transando na televisão!

O pai quase bateu o carro neste momento.

– Mas Laura! Você não pode ver cenas de sexo!

– Por que não?

– Porque ainda não tem idade para ver pessoas nuas!

– Mas mãe, como eu não posso ver pessoas nuas se eu vejo você e o papai pelados todos os dias?

Ninguém falou nada e ninguém encontrou uma resposta. Deve ser o fato de ela fazer parte da minha família que faz o assunto ‘sexo’ ser o assunto preferido de Laura durante sua atual fase.

Outro dia, eu estava tranqüila no quarto, arrumando uma mala, quando ela entra no quarto e pergunta, em um tom de voz elevado:

– Carol, você já transou? Heim?

– Oi, Laura?

– Você já TRANSOUUUU???

– Uai, já. – Achei que fosse melhor responder de uma vez para ela parar com essa pergunta em uma casa cheia de gente. Mas, mal terminei de responder, ela saiu eufórica, gritando pela casa:

– Mãããããeeeeeeee! A Carol já transouuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!! A Carol já transou, mãããêêêê!

Então ela voltou no quarto e fez as simples perguntinhas:

– Com quem? Com quantos?

– Laura.

– Já sei! Foi com fulano, aquele que você namorou! Ah! E com fulano também, porque você está namorando ele!

Ela saiu do quarto e foi no quarto em frente, no qual estava o seu pai e contou a novidade:

– Paaaieeeeee, a Carol já transou com um monte!

E percorreu por todos os cômodos da casa, falando para todos nela presente, a minha listinha de homens com quem já transei. Então eu resolvi chamá-la no quarto e lhe dar uma notícia também:

– Laura, sabia que sua mãe também já transou? E foi com seu pai.

Ela não gostou muito. Fechou a cara. Refletiu. Eu expliquei:

– Não sei se você sabe, mas é assim que fazem bebês. E se você existe, é porque sua mãe transou.

Ela deu um sorriso malicioso:

– É mesmo! Mas você também já transou.

Agora eu vou virar a prima que transou. Quando ela se reunir com as amiguinhas vai dizer:

– Eu tenho uma prima que já transou e nem é casada. Eu tenho uma prima que transou e vocês não.

E esse será o tema da redação “Conte suas férias” quando as aulas voltarem.

Anúncios

2 comments so far

  1. Lucas on

    É… Ainda bem que eu passei o reveióm em BH. Já pensou? Ainda não perceberam que jogar limpo é o melhor remédio…

    Ah, e parabéns!

  2. Chico on

    Carol,
    Vc é uma figura!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: