Falando mal

Nervosa ao extremo, hoje falei tudo que me veio à cabeça e ainda havia muito a falar. É que essa história de ir guardando os detalhes neuroticamente não dá certo, um dia a gente explode mesmo.
Detalhista e ansiosa, fiz as palavras saírem da minha boca com raiva, prazer, alívio e satisfação de ter falado tudo aquilo que há tempos eu queria dizer. Sem ofensas, mas é a minha opinião, então falei mesmo. Da mesma maneira que ouço o que não quero, falo o que não querem ouvir. Igual a todos, creio eu. Porque um dia, mais cedo ou mais tarde, a pessoa caladinha dispara a falar, mesmo que isso custe perder pessoas especiais. Problema nosso, que falamos demais. A frase ‘perco o amigo, mas não perco a piada’ não existe por acaso.
Então depois do discurso de 50 minutos sem pausa para respirar direito, me resta uma vontade louca de fazer as coisas erradas, de não fazer nada certinho, de tomar infinitos sorvetes até vomitar e não querer ver sorvete nunca mais. Vontade de vingança!
Saiba que serei sempre a eterna Carol sem paciência para ouvir dramas de pessoas vítimas do universo e serei a Carol que gosta de planejar a vida na ponta do lápis (e existem pessoas muito piores que eu). E saiba que sempre que EU julgar necessário, farei meu discurso de 50 minutos seguidos, goste ou não. E saiba que sempre que EU quiser, eu virei até meu blog para falar mal de quem EU quiser, inclusive de mim mesma.
Falo mal do ex namorado (se é que era namorado) songa-monga que prefere cerveja e vídeo game do que mulher, falo mal da amiga que virou integrante das reuniões vegetais em que se toma chá para limpar a alma, falo mal dos chefes, falo mal do colega te trabalho, falo mal dos professores, falo mal de você que sempre exige de mim, falo mal das minhas celulites, falo mal da Marílha Manoela que também fala mal de mim, falo mal de quem eu quiser, porque quem quiser, pode falar mal de mim, inclusive você. E para isso existem os comentários aqui do blog. Fique à vontade.

Anúncios

3 comments so far

  1. Telma on

    Que post tenso… passou? rs
    Mas é assim msm… ficar guardando é pior, pq qndo a gente estoura, o bicho pega de verdade! Não é bom, não… E eu concordo! Mta gente fala mal da gente, pq devemos ser ‘pudicas’ demais e ficar caladinhas? Falar mal tbm é terapia! HUNF!

  2. Larys on

    fala mau mais paga pau…. (brincadeira)

  3. Josephine (aquela) on

    Pois é. É pra isso que os blogs existem. “Eu tenho o direito de escrever. Você não precisa ler.” Hhehe. Também falo mal. E sei que também falam mal de mim. Mas até eu falo mal de mim, e eu também dou motivos e eu também não ligo. As vezes ligo. Mas isso também é um direito meu. Saudade! Beijo!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: